• CRM Motorsport

Super Seven by Toyo Tires deslumbra no Autódomo do Algarve!


  • Último dia do Algarve Super Racing Series contou com três espetaculares corridas

  • Gonçalo Lobo do Vale e José Carlos Pires repartiram os triunfos na categoria 420R

  • Fernando Cordeiro e Francisco Figueiredo acumularam vitórias na 420R Gentleman e S1600




Portimão, 9 de Maio de 2021 – Não há nada como o início de mais uma temporada do Super Seven by Toyo Tires. Velhos conhecidos recebem caras novas e juntos continuam a fazer da competição monomarca promovida pela CRM Motorsport a festa-maior do automobilismo nacional, em pista e fora dela.


Após as duas sessões de qualificação e a primeira corrida que tiveram lugar no Sábado, pilotos e equipas pisaram novamente o Autódromo do Algarve para três corridas de cortar a respiração onde se viveu um pouco de tudo, mas onde o mais importante voltou a ser a nota de destaque: a competitividade, aliada ao fair-play, que dominam o Troféu monomarca honrosamente declarado como o mais antigo da Velocidade em Portugal.


CORRIDA 2

Na competição em que a pole raramente se traduz num vaticínio definido à partida, no sentido em que o seu autor está longe de ter a vitória garantida, José Carlos Pires saiu na frente, mas rapidamente teve de se defender dos ataques de um batalhão de pilotos. A luta pelo triunfo na 420R voltou a estar carregada de incerteza, e prova disso mesmo foi o facto de os quatro primeiros terem cruzado a linha da meta em menos de 2s. Melhor, só mesmo a diferença entre 1º e 2º, com vantagem para Gonçalo Lobo do Vale, que recebeu a bandeirada ao “photo-finish”, com 0,080s de vantagem para Pires.





Atrás, J.J. Magalhães, na frente de Nuno Afonso, André Correia, Lourenço Monteiro, Daniel González-Vallinas, António Nunes Almeida, Diogo Sousa, Duarte Lisboa, Paulo Macedo, David Saraiva, Bernardo Bello e Luís Calheiros Ferreira. Depois de um bom arranque, Diogo Tavares acabaria por não concluir esta corrida e ficar arredado das restantes.


Na 420R Gentleman, Fernando Cordeiro voltou a mostrar um bom nível de pilotagem na sua estreia no Super Seven by Toyo Tires, concluindo a prova à frente de Ricardo Rajani e Nélson Gomes. Tiago Sousa ficou às portas do pódio, num 4º lugar que esteve muito perto de ser 3º, à frente de Ricardo Pedrosa e de José Kol Almeida.


Entre o lote de pilotos da S1600, triunfo para Francisco Figueiredo, que cruzou a meta na dianteira de Pedro Lacerda e Frederico Brion Sanches. Este, por sua vez, travou um combate animado com Rodrigo Nunes Almeida, 4º classificado. Entre o 5º e o 8º, três rookies, com a vantagem a pender para Ivo Prada sobre Paulo Duarte e Luís Seguro. Ao volante do Caterham #76, Filipe Graça fechou a classificação.





CORRIDA 3

A primeira corrida da tarde podia ter sido tirada a pente fino da segunda contenda no que à emoção diz respeito. Em nova decisão ao centímetro, José Carlos Pires vingou-se da derrota infligida por Gonçalo Lobo do Vale e recebeu a bandeira de xadrez com apenas 0,035s de vantagem sobre o seu rival — o corolário de um intenso duelo ao longo de toda a corrida.





De regresso ao pódio, Nuno Afonso celebrou um positivo 3º lugar, à frente de Nuno Pires, André Correia e António Nunes Almeida. Apenas 0,279s separaram Duarte Lisboa de Sérgio Saraiva na disputa pelo 7º lugar, com o top 10 a ser concluído por Bernardo Bello e Paulo Macedo. Em 11º, o jovem Diogo Sousa, último classificado da categoria. Luís Calheiros Ferreira, J.J. Magalhães e Daniel González-Vallinas não terminaram a prova.





No combate travado entre os pilotos da classe 420R Gentleman, Fernando Cordeiro superou José Kol Almeida e Nélson Gomes, que assim repetiram a presença no pódio obtida na corrida anterior. Bruno Martins classificou-se em 4º, superando pelo caminho André Matos e Fernando Costa.




Já na classe S1600, mais uma vitória para Francisco Figueiredo, novamente seguido por Pedro Lacerda e Frederico Brion Sanches, com Rodrigo Nunes Almeida, Ivo Prada, Paulo Duarte, Filipe Graça e Luís Seguro a completarem a tabela.





CORRIDA 4

Como habitualmente, foi com muita expectativa que os pilotos do Super Seven by Toyo Tires encararam a derradeira corrida do fim-de-semana. No arranque, muita animação entre um sexteto onde emergiam nomes como Nuno Afonso, André Correia e Paulo Macedo, mas também Lourenço Monteiro e Diogo Sousa, além de José Carlos Pires, Gonçalo Lobo do Vale e J. J. Magalhães. Seguiram-se diversas ultrapassagens ao melhor estilo Super Seven, mas a interrupção da prova a cerca de três minutos da sua conclusão por óleo na pista acabou por arrefecer os ânimos do pelotão e da assistência quando nada o fazia prever. A corrida terminaria, assim, com os carros alinhados atrás do safety-car, entregando o triunfo a José Carlos Pires na 420R Pro, a Filipe Cordeiro na 420R Gentleman e a Francisco Figueiredo na S1600.





Para Tiago Raposo Magalhães, “a passagem pelo Autódromo do Algarve foi um sucesso tremendo. Recorde de inscritos, três corridas decididas à entrada para a última curva da última volta e o ambiente incrível que caracteriza o nosso Troféu. Não podia pedir um melhor início de temporada, agradecendo novamente a todos os pilotos e aos que agora se juntam a esta família a sua presença, bem como o inexcedível trabalho das equipas. Agora é tempo de carregar baterias antes da próxima jornada”, destacou.


Concluída a primeira prova da época 2021 no Autódromo do Algarve, a ação do Super Seven by Toyo Tires regressa dentro de três semanas, momento em que visitará, entre 5 e 6 de Junho, o fabuloso Circuito de Jarama.





Todas as informações a respeito desta prova podem ser consultadas nas redes sociais (facebook e instagram) do Super Seven by Toyo Tires (@supersevenbytoyotires) e em https://raceresults.nu/.


273 views0 comments